Saúde Bucal

Qual a hora certa da escova de dentes ser trocada?

28 de abril de 2020 ás 10:00

A higiene oral adequada é essencial para prevenir problemas de saúde geral e bucal. Para que a limpeza ocorra com eficiência, os seus principais aliados são a escova, pasta e fio dentais e os enxaguantes bucais.

Assim como a toalha de banho deve ser lavada com frequência para não acumular fungos e bactérias, a escova de dentes também deve ser trocada regularmente. A escova dental é o ator principal nesse processo, já que com a ajuda dela será possível atingir várias partes de seus dentes para remover os restos alimentares presentes. No entanto, conforme você vai utilizando sua escova, ela irá começar a apresentar cerdas desgastadas, abertas e/ou perdidas. Por esse motivo, ela não irá mais conseguir fazer seu papel de limpeza de maneira eficiente, o que pode levar ao surgimento e placa bacteriana, cáries, mau hálito e sensibilidade.

Ao ficar exposta no banheiro, a escova de dentes fica vulnerável a todas as sujeiras e bactérias que ali vivem, tornando-se um meio propício para o crescimento de fungos e bactérias. Entre as doenças causadas por bactérias estão a doença do coração, chamada endocardite bacteriana, e o câncer bucal.

Nesse momento você deve estar se perguntando: qual é então o momento adequado para trocar minha escova de dentes?

Recomenda-se trocar a escova de dentes a cada três meses ou antes desse tempo se estiver muito desgastado. Após esse tempo,  elas ficam muito menos eficientes na remoção da placa bacteriana em comparação com escovas novas. No entanto, FIQUE ATENTO as seguintes situações.

Quando você verificar que sua escova está com cerdas desgastadas é o momento de trocá-la, independente do tempo que se passou desde que ela foi comprada. Além disso, após passar por resfriados, gripes, infecções de garganta ou na boca é recomendável realizar a troca. Isso porque, os vírus podem ficar depositados na escova de dentes e gerar novamente esses problemas, criando um ciclo que não desejamos, não é?

Sabemos que, durante a vida corrida, essa troca necessária acaba passando despercebida. Por isso, tente marcar em sua agenda ou em um calendário o dia em que adquiriu a escova de dentes e a data em que deve ser trocada, facilitando a recordação.

Algumas dicas importantes para manter a qualidade de sua escova de dentes e evitar contaminação são: guardá-la em um local sem umidade,  com proteção própria (para evitar a exposição ao ambiente), evitar que ela fique próxima e/ ou encoste em escovas de outras pessoas de sua família e não compartilhá-la com ninguém. Outra dica para preservar a sua escova dental é lave-a com água corrente, certificar-se de deixá-la secar completamente entre um uso e outro e guarde-a em pé.

Para que a eficácia da escova de dentes seja cem por cento, é importante escolher o melhor modelo para você. Neste post aqui no blog, falamos tudo sobre a escova correta. Existem vários tipos dela, como: comum, elétrica, infantil, interdental e ortodôntica.

Quando as cerdas da escova são muito duras, por exemplo, podem desgastar ainda mais o esmalte dos dentes em processo de erosão ácida. Por isso, além de cuidar corretamente da escova de dentes e trocá-la a cada três meses, é preciso optar pela que mais traz benefícios . Até porque uma limpeza correta não é aquela feita com força, mas sim com uma escova macia e com os movimentos corretos (vai e vem e circulares) em todas as partes da boca (incluindo a gengiva e a língua).

Mesmo que a escova de dentes seja a ferramenta principal, ela não é capaz de fazer toda a limpeza sozinha, certo? Para complementar o processo, você deve utilizar também o fio dental , antes da escovação para que os produtos cheguem até o meio dos dentes, o gel dental e o enxaguante bucal.

Escolha também produtos que tragam benefícios a cada escovação, como a linha Bianco Pro Clinical . Com eles é possível reparar o esmalte, prevenir a placa bacteriana, a gengivite, as cáries e muitos outros problemas. Visite sempre seu dentista, mantenha a sua higiene bucal em dia e cuide-se com Bianco, garantindo dentes saudáveis e protegidos.

Colaboração: Dra. Livia Fávaro Zeola

Graduada pela Universidade Federal de Uberlândia.
Especialista em Dentística Restauradora – Universidade de São Paulo, USP – Ribeirão Preto.
Mestre em Odontologia – Universidade Federal de Uberlândia.
Doutora em Odontologia – Universidade Federal de Uberlândia, com Estágio Sanduíche na Universidade de Washington, Seattle, Estados Unidos.

 

Você também pode se interessar por: