Esportes

Saúde bucal e a performance nos esportes

17 de dezembro de 2020 ás 13:54

Ao imaginar os hábitos diários necessários para uma excelente performance nos esportes, sem dúvidas os que vem primeiramente a cabeça são uma alimentação saudável e equilibrada e treinos regulares. No entanto, a saúde bucal também é um fator que merece atenção e influencia muito no desempenho esportivo.

Quando existem problemas na saúde bucal, como a presença de cáries, desgastes dentais, sensibilidade nos dentes, apertamento dos dentes, dores nas articulações da face, infecções, problemas gengivais, ausência de dentes e traumas, todo o organismo será afetado e assim o rendimento nos esportes será reduzido. Além disso, algumas doenças bucais podem inclusive provocar alterações sanguíneas, que influenciam diretamente na saúde geral.

Vamos conhecer alguns desses problemas.

A qualidade da alimentação de um atleta é essencial para que se obtenha ótimos resultados. No entanto, é muito comum que durante e após o treino haja o consumo de energéticos  e isotônicos, os quais apresentam um pH baixo (ácido) e que favorecem a o desgaste dos dentes, quando ingeridos com muita frequência.

Além disso, muitas vezes existe o hábito de que essas bebidas ácidas sejam mantidas na boca por muito tempo, podendo favorecer o desenvolvimento de sensibilidade dental. Portanto, é essencial que se tenha uma dieta equilibrada, sem o consumo excessivo de ácidos, a qual deverá ser determinada e acompanhada por um nutricionista ou nutrólogo.

Quando um indivíduo possui má oclusão, ou seja, desalinhamento dos dentes, isso pode afetar a postura e a mastigação. Os dentes e o pescoço estão diretamente ligados. Dessa forma, quando há problemas na oclusão, o indivíduo tende a projetar o pescoço, afetando os músculos da face, do pescoço, das costas e, consequentemente, a postura. Além disso, quando há ausência de dentes na boca, a mastigação também será prejudicada.

Outro problema que pode afetar o desempenho nos esportes é a respiração. Quando o atleta respira pela boca, é necessário fazer um esforço extra, pois não há a troca respiratória adequada por meio da inspiração e expiração. Assim, o rendimento nas atividades fica comprometido. Além disso, essa respiração resseca a boca e diminui o contato da saliva, que possui efeito protetor para os dentes, causando assim grandes problemas.

Além desses existem outros diversos problemas bucais que podem causar grande desconforto e prejudicar no rendimento esportivo. Todas essas situações mostram a grande necessidade de consultar regularmente o dentista, para que ele possa passar todas as recomendações de higiene oral adequadas e determinar as melhores estratégias para controle e prevenção das doenças bucais as quais você tem mais risco de desenvolver.

Quando procurar o dentista?

Infelizmente, muitos atletas só se lembram do dentista quando sentem dores muito fortes ou quanto o problema já está em estágio avançado. Nesses casos pode ser mais difícil resolver a situação de maneira rápida e muitas vezes, poderá significar o fracasso em provas ou até a perda de competições. Não deixe que isso acontece e procure o seu dentista o quanto antes.

Em provas decisivas, sabemos que alguns segundos fazem a diferença e ter um desconforto nos dentes será muito prejudicial. Os problemas bucais são inimigos invisíveis, que prejudicam a saúde e o desempenho nos esportes. Por isso, esteja sempre atento aos cuidados bucais e atinja seus melhores resultados.

Equipe de Relações Profissionais Bianco.

Você também pode se interessar por: