Clareamento

Clareamento dental e suas dúvidas frequentes

23 de julho de 2020 ás 20:23

A constante busca pela estética e o impacto das redes sociais em relação a esse assunto, faz com aconteça uma crescente vontade de ter dentes cada vez mais brancos.

Esse fato tornou o clareamento dental um dos procedimentos odontológicos mais populares entre as pessoas, mas ainda existem algumas dúvidas sobre ele que precisam ser esclarecidas. Vamos a elas.

Qualquer pessoa pode fazer clareamento dental?

Para saber se é possível realizar o clareamento dental naquele momento, é preciso consultar um dentista. Ele avaliará a condição dos dentes e da gengiva e verificará se existem problemas/situações bucais e de saúde geral mais importantes, os quais devem ser resolvidos antes do clareamento dental. Portanto, só um profissional especializado na área poderá avaliar a situação.

Durante o clareamento posso ingerir alimentos e bebidas com corantes?

Até agora, todos os estudos que foram realizados sobre o tema mostram que a ingestão de alimentos/bebidas que possuam corantes (como café e chás) NÃO diminuem a eficácia do tratamento clareador. O que pode ocorrer é que esses alimentos diminuam a manutenção do efeito clareador ao longo do tempo, após sua realização. Portanto, não é preciso restringir o consumo desses alimentos DURANTE a realização do procedimento.

O clareamento modifica a cor das restaurações?

Os produtos clareadores não alteram a cor das restaurações, apenas dos dentes. Dessa forma, após o clareamento dental será necessário fazer a troca das restaurações, para que elas fiquem com cor semelhante à dos demais dentes. O dentista poderá explicar todas as questões sobre esse aspecto, antes da realização do procedimento, de acordo com cada situação.

Posso realizar o clareamento dental de maneira segura com receitas caseiras?

A cada dia surgem nas redes sociais novas “receitas caseiras” para a realização do clareamento dental em casa, prometendo resultados imediatos e sem a necessidade de ir ao dentista. É possível encontrar diversas “receitas caseiras”, por exemplo, com o uso de bicarbonato de sódio, morangos, limão, água oxigenada, laranja, vinagre, entre outras. O que todas elas têm em comum é que utilizam substâncias ácidas e abrasivas, mas que não apresentam potencial clareador. Assim, o uso dessas “receitas mágicas” pode gerar sérias complicações para saúde bucal e estética do sorriso.

É possível que ocorra sensibilidade exacerbada nos dentes, queimaduras/feridas nas gengivas e mucosas, alergias e piora na estética do sorriso (principalmente em casos com presença de restaurações na boca).

Portanto, NÃO é seguro clarear os dentes sem a indicação e principalmente, sem a orientação e supervisão de um profissional da área. Só o dentista poderá determinar a melhor técnica e tipos de produtos a serem utilizados, de acordo com a necessidade de cada caso. Ele passará todas as instruções necessárias e acompanhará todo o procedimento, para que seja realizado de maneira segura.

O clareamento dental é um procedimento muito interessante para melhoria da estética do sorriso. No entanto, ele só deve ser feito com acompanhamento do dentista. Assim, você evita problemas e poderá realizá-lo com segurança e previsibilidade. Até o próximo post.

Colaboração: Dra. Livia Fávaro Zeola

Graduada pela Universidade Federal de Uberlândia.
Especialista em Dentística Restauradora – Universidade de São Paulo, USP – Ribeirão Preto.
Mestre em Odontologia – Universidade Federal de Uberlândia.
Doutora em Odontologia – Universidade Federal de Uberlândia, com Estágio Sanduíche na Universidade de Washington, Seattle, Estados Unidos.

Você também pode se interessar por: